Leitura compartilhada: uma prática que dá certo!
 
     A leitura compartilhada ou colaborativa é aquele momento em que o professor e os alunos leem juntos um determinado texto e apresentam suas impressões e ideias a respeito do que foi lido. É considerada por alguns uma prática sem importância, mas segundo pesquisas recentes é uma prática que carrega um momento muito rico e de extremo aprendizado! 
    A pesquisa conduzida pela fonoaudióloga Soraia Romano-Soares na Faculdade de Medicina e na Faculdade de Educação da USP aponta o quanto a prática da leitura compartilhada amplia o repertório linguístico e vocabular, promove o desenvolvimento da compreensão da leitura crítica e contribui no desenvolvimento da produção escrita.
     Participaram deste estudo 60 escolares do quarto ano de uma escola estadual de São Paulo que passaram por 16 encontros semanais (o primeiro encontro era realizada a avaliação e o último a reavaliação), nos quais a cada semana era apresentada uma história e discutidas o tema do livro e as mensagens que são extraídas da história. Ao final da discussão direcionava-se o escolar a escrever outra história com o mesmo tema do livro do encontro.
      Veja abaixo a lista de livros utilizada:
 
Fonte: Romano-Soares et al., 2010.
 
     A avaliação inicial e final foram comparadas e constatou-se que houve um crescimento significante entre as fases inicial e final tanto na competência linguística e na produção escrita. Para saber mais sobre os procedimentos diagnósticos realizados neste estudo e as diretrizes realizadas em cada encontro acesse o artigo completo disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pfono/v22n4/03.pdf. 
 
Por |2018-04-27T18:36:44+00:0011 de maio de 2016|Aprendizagem|0 Comentários

About the Author:

Graduada em Fonoaudiologia (2009), mestre (2011) e doutora (2016) em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de Medicina da UFMG. Realizou cursos no Centre de Linguistique Appliquée (Université de Franche-Comté) – França (2013). Participa anualmente de congressos internacionais, sendo o de 2015 em Monterey na Califórnia/EUA. Publicou estudos importantes nos periódicos Journal of Communication Disorders e Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Atualmente participa do grupo de pesquisas em Neurofibromatoses do Hospital das Clínicas da UFMG. Tem experiência clínica nas áreas de audiologia e linguagem, com ênfase em processamento auditivo, treinamento auditivo, distúrbios de linguagem e aprendizagem. Currículo completo: http://lattes.cnpq.br/1978022333477136

Deixe um Comentário

Este site usa o plugin Akismet para reduzir spam. Você pode aprender aqui como seu comentario é processado antes de ser publicado.

MENU

INSCREVA-SE

Receba automaticamente novos posts por e-mail

Nome e Sobrenome:

Endereço de e-mail

Facebook
Facebook
PINTEREST
PINTEREST
INSTAGRAM
Whatsapp