Cognição e consequências comportamentais da NF1*

Garantir o reconhecimento precoce de problemas cognitivos ou comportamentais em crianças com a NF1 é uma peça fundamental da parceria entre a família e a escola. É importante lembrar que pelo menos metade de todas as crianças com NF1 têm algum grau de dificuldade cognitiva ou comportamental.

A possibilidade de tais problemas deve ser mantida em mente para qualquer criança com NF1. Muitos médicos sugerem que crianças com NF1 devem ser formalmente avaliadas quanto as habilidades cognitivas por um  especialista.

Acredita-se que problemas cognitivos e comportamentais podem ser causados por alterações na estrutura e/ou função do cérebro devido à NF1. Nenhum perfil específico de comprometimento cognitivo ou comportamental parece ser único para NF1. Além disso, os problemas se sobrepõem àqueles vistos na população geral – e as crianças com NF1 respondem as mesmas intervenções que são usadas para crianças com comprometimento comportamental que não possuem NF1.

No entanto, é importante reconhecer que cerca de metade de todas as crianças com NF1 não apresentam complicações cognitivas ou comportamentais. Com isso, pode ser um perigo de “excesso de diagnóstico” ou “super-análise” da condição e assumindo que tais problemas estarão presentes em uma criança com NF1. Para este e muitos outros motivos, é importante que educadores e pais trabalhem juntos para avaliar se existe um problema.

* Este texto foi escrito por Bruce R. Korf da Universidade do Alabama (EUA) e traduzido integralmente e literalmente por Pollyanna Barros Batista. A versão original pode ser acessada no link http://www.ctf.org/images/uploads/resources/CTF-NF1_for_Educators_web-ready_(1).pdf.