Inteligência, problemas comportamentais e preocupações psicossociais na NF1*

Inteligência na NF1

Como na população em geral, a inteligência em crianças com NF1 abrange toda a faixa, abaixo da média até acima da média. Estudos mostraram uma tendência para pontuações de QI em crianças com NF1 para ser “deslocado para a esquerda” (ou seja, baixa) por volta de 80. No entanto, qualquer indivíduo pode pontuar abaixo ou acima.

Problemas comportamentais na NF1

Problemas comportamentais associados à NF1 podem incluir déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), como ocorre na população em geral. Apesar que este problema é um resultado direto de uma condição genética complexa, crianças com NF1 que têm problemas comportamentais respondem às mesmas intervenções que qualquer criança: atenção individualizada, modificação comportamental e, em alguns casos, medicação. A medicação nunca deve ser usada como uma abordagem única, mas pode ser útil para algumas crianças com NF1.

Preocupações psicossociais na NF1

Crianças com distúrbios de aprendizagem ou outras deficiências podem sentir-se intimidadas por seus colegas. As raras complicações físicas da NF1 na infância são frequentemente sujeitas a perguntas ou provocações dos colegas de turma, um alto nível de sensibilidade tanto para a criança com NF1 quanto para os outros alunos.

Este comportamento é frequentemente resultado da falta de conhecimento entre os seus pares, e pode ser neutralizado ao fornecer informações precisas e adequadas à idade. Crianças com NF1 frequentemente sofrem de isolamento social, baixa autoestima, ansiedade, ou depressão. Para aqueles que lidam com várias intervenções médicas, dificuldades de aprendizado e questões sociais associadas à NF1, o dia típico da escola pode ser psicologicamente exaustivo.

* Este texto foi escrito por Bruce R. Korf da Universidade do Alabama (EUA) e traduzido integralmente e literalmente por Pollyanna Barros Batista. A versão original pode ser acessada no link http://www.ctf.org/images/uploads/resources/CTF-NF1_for_Educators_web-ready_(1).pdf.

Por |2018-09-06T14:36:06+00:0016 de setembro de 2018|Cognição, Neurofibromatose, NF1|0 Comentários

About the Author:

Graduada em Fonoaudiologia (2009), mestre (2011) e doutora (2016) em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de Medicina da UFMG. Realizou cursos no Centre de Linguistique Appliquée (Université de Franche-Comté) – França (2013). Participa anualmente de congressos internacionais, sendo o de 2015 em Monterey na Califórnia/EUA. Publicou estudos importantes nos periódicos Journal of Communication Disorders e Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Atualmente participa do grupo de pesquisas em Neurofibromatoses do Hospital das Clínicas da UFMG. Tem experiência clínica nas áreas de audiologia e linguagem, com ênfase em processamento auditivo, treinamento auditivo, distúrbios de linguagem e aprendizagem. Currículo completo: http://lattes.cnpq.br/1978022333477136

Deixe um Comentário

Este site usa o plugin Akismet para reduzir spam. Você pode aprender aqui como seu comentario é processado antes de ser publicado.

MENU

INSCREVA-SE

Receba automaticamente novos posts por e-mail

Nome e Sobrenome:

Endereço de e-mail

Facebook
Facebook
PINTEREST
PINTEREST
INSTAGRAM
Whatsapp