Preste atenção! Ok? Que letra está faltando?

 

E ai? Conseguiu descobrir na imagem qual a letra que está faltando? Se sim, parabéns!

Aproveito que o assunto do “jogo” que lancei foi ATENÇÃO, e reforço que os déficits atencionais interferem fortemente no funcionamento diário das pessoas, pois podem dificultar insights, pensamentos ou ações, por exemplo. Além disso, distrações irrelevantes não são ignoradas. Muitas atividades diárias dependem da integridade das habilidades atencionais (dirigir, cozinhar, realizar transações financeiras) e vários autores já relacionam baixo desempenho atencional com a dificuldade em aderir à reabilitação proposta e ansiedade.

Vale ressaltar mais especificamente o papel da atenção executiva (top-down) para que a leitura ocorre de forma efetiva. Essa função desempenha um papel fundamental no processamento da informação visual (inclusive no controle da própria movimentação dos olhos durante a leitura), na manutenção do foco em informações relevantes e na inibição daquelas irrelevantes. Sabe-se que na sala de aula, focar nos aspectos mais importantes da tarefa e manter-se nela, embora haja outros estímulos distratores no ambiente são indicativos de bom funcionamento atencional e preditores de dificuldades de aprendizagem.

Dessa forma, faz-se importante uma boa avaliação do componente atencional para que se possa compreender os aspectos deficitários nesse construto e relacioná-lo com outros domínios cognitivos, como a própria linguagem e, assim, intervir de forma mais funcional.