Quando encaminhar o paciente para a avaliação do processamento auditivo?

Devem ser encaminhados para a avaliação do processamento auditivo indivíduos que apresentam:

  • Dificuldade em comunicação associada a ambientes barulhentos.
  • Desatenção.
  • História de otites recorrentes.
  • Dificuldade de fala.
  • Desconforto a sons com audiometria tonal normal.
  • Inconsistência de respostas a tons puros e/ou reflexos acústicos elevados ou ausentes com limiares de audibilidade normais.
  • Indivíduos com algum tipo de transtornos na voz, na fluência, ou na comunicação falada ou escrita e que necessitem de fonoterapia.