Congresso de Fonoaudiologia 2019

Entre os dias 09 e 12 de outubro, aconteceu em Belo Horizonte no Hotel Ouro Minas e na PUC-Minas o X Congresso Internacional de Fonoaudiologia, XXVII Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia e o III Encontro Mineiro de Fonoaudiologia. Este ano o tema do Congresso foi “Vulnerabilidade e o cuidado em saúde”, tema este que contribui para a ampliação da compreensão dos aspectos da saúde, levando em consideração não somente a queixa do paciente, mas as questões educacionais, culturais, sociais, psíquicas, biológicas e econômicas.

O Congresso contou com a presença de fonoaudiólogas muito conceituadas como as Dras. Mara Behlau, Liliane Desgualdo, Irene Marchesan e outros super capacitados que proporcionaram aos congressistas capacitação e atualização de grande qualidade. Durante o congresso eu participei principalmente das palestras que envolviam os temas processamento auditivo, linguagem, aprendizagem e fonoaudiologia educacional. Em alguns momentos “aventurei” em outras áreas, para ampliar o conhecimento.

Uma das quais participei e gostaria de comentar foi a mesa redonda sobre “Fonoaudiologia Educacional Baseada em Evidências” coordenada pela Dra. Gabriela Bueno e pelas palestrantes Dra. Luciana Mendonça (UFMG) e Dra. Renata Mousinho (UFRJ), na qual foi possível conhecer mais sobre a atual realidade da Fonoaudiologia Educacional, saber mais sobre o RTI (resposta a intervenção), conhecer sobre o site “Letramento” e sobre o projeto de monitoramento da leitura (Lepic).

Foi possível também durante o congresso, ter acesso a área dos expositores. Este momento é muito importante, pois é possível ver o que há de novo. Durante o congresso adquiri três materiais: “Jogo da Linguagem”, “PENcE” e o livro “Como tratar a apraxia de fala”. Vou analisar os materiais e futuramente faço um post sobre cada um deles!