Dificuldade de aprendizagem: o que é e o que não é!


Você sabia que um em cada quatro brasileiros pensa que as “dificuldades de aprendizagem” são causadas por assistir muita TV? (Não são.) Uma pesquisa recente perguntou a 1.980 adultos o que eles sabem e pensam sobre as dificuldades de aprendizagem.

A maioria das pessoas concorda que a dificuldade de aprendizagem é uma preocupação crescente. No entanto, muitos ainda têm crenças equivocadas sobre o assunto. Para ajudar a esclarecer isso, aqui estão cinco fatos sobre “dificuldades de aprendizagem”.

1. Crianças com dificuldades de aprendizagem têm problemas com base “no cérebro”, e não problemas de motivação.

Em 2010, um estudo perguntou às pessoas o que elas pensam sobre as dificuldades de aprendizagem. Mais de metade disseram acreditar que é o resultado da preguiça.

Crianças com dificuldades de aprendizagem não são preguiçosas. A questão é que o cérebro delas processa a informação de forma diferente e menos eficaz. Há dificuldades para se concentrar e dar sentido a linguagem, palavras e números escritos. Simplesmente tentar mais não ajuda!

Felizmente, o cérebro em desenvolvimento tem uma qualidade conhecida como “plasticidade”. Não está claro se o cérebro pode ser “re-treinado” para processar informações de forma mais eficiente. Mas com diferentes tipos de instrução e suporte, as crianças podem trabalhar em torno de suas fraquezas e aprender de maneiras diferentes.

2. Crianças com dificuldades de aprendizagem crescem para serem adultos com dificuldades de aprendizagem.

As pessoas não “superam” as dificuldades de aprendizagem. No entanto, elas têm uma boa chance de sucesso quando recebem o suporte certo. Isso inclui uma intervenção apropriada na escola e ajuda na transição da escola para a faculdade ou formação profissional. O apoio baseado na comunidade fora da escola também é útil.

3. Crianças com dificuldades de aprendizagem são “tão inteligentes quanto você e eu”.

Não só isso é verdade, mas a boa notícia é que 80% das pessoas sabem disso. Muitas pessoas com dificuldades de aprendizagem têm inteligência média ou acima da média. Muitos também são muito criativos e fazem coisas incríveis na vida.

4. Nem todas as crianças com dificuldades de aprendizagem tem dislexia.

A dislexia (“dificuldade na leitura”) é o tipo mais conhecido dos transtornos de aprendizagem. Mas é apenas um dos muitos. Existem também formas de distúrbios de aprendizagem que afetam habilidades matemáticas (discalculia) ou habilidades de escrita (disgrafia). Outras preocupações, como o TDAH e problemas de comunicação social, muitas vezes ocorrem concomitantemente com o transtorno de aprendizagem.

5. Crianças com dificuldades de aprendizagem “lutam” além da escola.

Quando a palavra “aprender” aparece, é fácil assumir que a escola é o único ponto problemático.

A verdade é que muitas crianças com dificuldades de aprendizagem também têm dificuldades com as habilidades sociais. Algumas têm problemas para ler a linguagem corporal. Outros acham difícil seguir conversas ou controlar seu comportamento impulsivo. As dificuldades de aprendizagem também afetam a vida diária, como se manter organizado, administrar dinheiro e ler mapas e relógios.

Se o seu filho tiver dificuldades de aprendizagem, provavelmente você sabe muito bem o que eu acabei de explicar. Você também percebe que outras pessoas não sabem tanto sobre dificuldades de aprendizagem quanto você esperaria. Enfim, as dificuldades de aprendizagem podem não ser tão visíveis quanto outros problemas de saúde, mas são REAIS!


About the Author:

Graduada em Fonoaudiologia (2009), mestre (2011) e doutora (2016) em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de Medicina da UFMG. Realizou cursos no Centre de Linguistique Appliquée (Université de Franche-Comté) – França (2013). Participa anualmente de congressos internacionais, sendo o de 2015 em Monterey na Califórnia/EUA. Publicou estudos importantes nos periódicos Journal of Communication Disorders e Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Atualmente participa do grupo de pesquisas em Neurofibromatoses do Hospital das Clínicas da UFMG. Tem experiência clínica nas áreas de audiologia e linguagem, com ênfase em processamento auditivo, treinamento auditivo, distúrbios de linguagem e aprendizagem. Currículo completo: http://lattes.cnpq.br/1978022333477136

Deixe um Comentário

Este site usa o plugin Akismet para reduzir spam. Você pode aprender aqui como seu comentario é processado antes de ser publicado.

MENU

INSCREVA-SE

Receba automaticamente novos posts por e-mail

Nome e Sobrenome:

Endereço de e-mail

Facebook
Facebook
PINTEREST
PINTEREST
INSTAGRAM
Whatsapp