Feliz e PREOCUPADA


Hoje, após o almoço me deparei com uma situação que ao mesmo tempo me alegrou mas também me PREOCUPOU

Estava assistindo ao MGTV 1ª Edição conduzido para competente jornalista Isabela Scalabrini quando ela anunciou que o tema escolhido pelo público para ser discutido na entrevista esta semana seria sobre distúrbios de linguagem

Neste momento meu coração deu pulos de alegria, vibrei, fiquei feliz nas alturas! Sei como é difícil mídias importantes abordarem o tema e também sei que a população precisa ser orientada sobre os distúrbios de linguagem.

Quando a Isabela começou a falar “muitas crianças demoram a falar, trocam letras, tem dificuldades para elaborar frases, os distúrbios de linguagem como a gagueira preocupam muito os pais”, logo pensei: “Quem será o fonoaudiólogo que será entrevistado?”, “Será que eu o conheço?”, “Que máximo este tema ser abordado”. 

Fiquei mega feliz…

Com isso veio o anuncio da pessoa a ser entrevistada: uma psicopedagoga. ABALEI neste momento, mas persisti vendo a entrevista. Sei que uma equipe interdisciplinar (ou multidisciplinar) composta por psicopedagogos, psicólogos, neurologistas, oftalmologistas, otorrinolaringologistas e FONOAUDIÓLOGOS é importante para a condução de casos envolvendo dislexia, dificuldades de leitura, dificuldades de escrita, fala e gagueira.

O que eu quero acrescentar a esta entrevista é: O FONOAUDIÓLOGO é o profissional indicado para diagnosticar e conduzir o processo terapêutico envolvendo os distúrbios da comunicação como trocas fonéticas e fonológicas, dislexia, disgrafia, disortografia, discalculia e a GAGUEIRA.

O FONOAUDIÓLOGO não pode ser esquecido!! Ele é de extrema importância para o sucesso terapêutico!!

Por |2018-04-18T17:20:20+00:0030 de novembro de 2017|Aprendizagem, Fonoaudiologia Educacional|0 Comentários

About the Author:

Graduada em Fonoaudiologia (2009), mestre (2011) e doutora (2016) em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de Medicina da UFMG. Realizou cursos no Centre de Linguistique Appliquée (Université de Franche-Comté) – França (2013). Participa anualmente de congressos internacionais, sendo o de 2015 em Monterey na Califórnia/EUA. Publicou estudos importantes nos periódicos Journal of Communication Disorders e Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Atualmente participa do grupo de pesquisas em Neurofibromatoses do Hospital das Clínicas da UFMG. Tem experiência clínica nas áreas de audiologia e linguagem, com ênfase em processamento auditivo, treinamento auditivo, distúrbios de linguagem e aprendizagem. Currículo completo: http://lattes.cnpq.br/1978022333477136

Deixe um Comentário

Este site usa o plugin Akismet para reduzir spam. Você pode aprender aqui como seu comentario é processado antes de ser publicado.

MENU

INSCREVA-SE

Receba automaticamente novos posts por e-mail

Nome e Sobrenome:

Endereço de e-mail

Facebook
Facebook
PINTEREST
PINTEREST
INSTAGRAM
Whatsapp